LogNorte – LOGÍSTICA

ESTE SITE ESTA DIRECIONADO AO PUBLICO ACADÊMICO DE LOGISTICA.

A Maldição da Logistica

Publicado por lognorte em 25/02/2011

Conta a lenda que, quando Deus liberou o conhecimento sobre a logistica, cargas para os homens, determinou que aquele “saber” ficaria restrito a um grupo muito selecionado de sábios. Mas, neste pequeno grupo, onde todos se achavam “semi-deuses”, alguem traiu as determinações divinas…

Aí aconteceu o pior!Deus, bravo com a traição, resolveu fazer valer alguns mandamentos:

1-Não terás vida pessoal, familiar ou sentimental;

2-Não verá teu filho crescer;

3-Não terás feriado, fins de semana ou qualquer outro tipo de folga;

4-Terás gastrite, se tiveres sorte por nao ter úlcera;

5-A empresa será teu único amigo e as suas refeições principais serão os lanches, as pizzas e o china in box;

6-Teus cabelos ficarão brancos antes do tempo, isso se te sobrarem cabelos;

7-Tua sanidade mental será posta em cheque antes que completes 5 nanos de trabalho;

8-Dormir será considerado período de folga, logo, não dormirás;

9-Trabalho será teu assunto preferido, talvez o único;

10-As pessoas serão divididas em 2 tipos: as que entendem de transportes e as que não entendem. E verás graça nisso;

11-A máquina de café será a tua melhor colega de trabalho, porém, a cafeína não te fará mais efeito;

12-Happy Hours serão excelentes oportunidades de ter algum tipo de contato com outras pessoas loucas como você;

13-Terás sonhos, com motoristas, exportação, importação, expedição, recebimento, inventários e mais, resolverás problemas de trabalho neste período de sono;

14-Exibirás olheiras como Troféu de guerra;

15-E, o pior…inexplicavelmente gostarás de tudo isso.

E finalizando, deixo a nossa oração:

*ORAÇÃO

Sistema de Logistica que estais nas empresas

Carregado seja o Vosso Programa

Venha a nos os vossos transportes

Seja gerada a lista de carregamento

Assim no sistema como na operação

As entregas de cada dia nos dai hoje

Perdoai as nossa devoluções

Assim como nós perdoamos quando há diferenças e divergências

Não nos deixeis cair em Auditoria

E livrai-nos da Fiscalização

Fonte: Desconhecida

Enviado em Transporte Logístico | Leave a Comment »

O diploma de pós cada vez mais valorizado

Publicado por lognorte em 10/02/2011

Há algumas décadas, o diploma de um curso superior era visto praticamente como garantia de um bom emprego. Em uma época caracterizada pelo número reduzido de brasileiros com formação escolar além do ensino médio e pouco desenvolvimento do mercado, concluir uma graduação era, sem dúvida, um diferencial. Mas, os tempos mudaram. Hoje, são mais de 5 milhões matriculados em faculdades, universidades e centros universitário por todo o país. A economia evoluiu, tornou-se mais complexa e, no bojo do seu crescimento, passou a exigir dos profissionais um aprofundamento e o desenvolvimento de capacidades que os cursos tradicionais não são mais capazes de dar conta. Por estas e outras razões, o mercado de cursos de mestrado e doutorado não para de crescer no país. Segundo dados da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão do MEC responsável pelo segmento, entre 2007 e 2010, foram formados 99.645 mestres e 32 mil doutores, além de 8.100 estudantes nos mestrados profissionais, em 4.100 cursos.

Ou seja, cerca de 140 mil concluíram, neste período, por uma pós-graduação. O total de matrículas também cresceu de forma significativa. De 2000 a 2009, subiu de 94.456 para 161.068, um salto de 70,52%. “Fechamos este ano com a formação de 12 mil doutores e a nossa meta é de duplicar esse número até 2020. Embora os números sejam bastante significativos e substanciais, ainda temos grande de necessidade de formação de recursos humanos”, diz Jorge Guimarães, presidente da Capes. No último triênio, o segmento de pós cresceu, em média, 8% ao ano no Brasil. O país avançou tanto em número de cursos, como de matriculados e titulados. Porém, ainda assim, segundo o presidente da Capes, existe uma enorme defasagem no que diz respeito à proporção de pessoal formado no nível de pós-graduação em relação às diversas demandas de curto e médio prazo. “Alguns países têm até 15 vezes mais recursos humanos qualificados do que o Brasil, em certas casos. Isso se reporta ao tamanho da população, do PIB, da população economicamente ativa, mas, sobretudo às inúmeras demandas econômicas e sociais que o país apresenta. A análise é que estamos bem no cenário mundial em relação a diversas outras atividades do país, mas muito aquém ainda do que o país precisa”, salientou Jorge Guimarães.

A tendência é de que o segmento de pós continue a crescer nos próximos anos. O problema é evoluir de maneira que possa atender às demandas de desenvolvimento, até porque os números atuais ainda são modestos, frente aos objetivos traçados pelo próprio governo federal. No projeto de lei do Plano Nacional de Educação, enviado ao Congresso Nacional no fim do ano passado, uma das metas é, até 2020, alcançar a média anual de 60 mil mestres e 25 mil doutores formados. Hoje, o número de titulados que as universidades colocam no mercado é praticamente a metade destes patamares. E, para que o segmento possa crescer de forma mais acelerada, está em fase de conclusão um Plano Nacional de Pós-graduação, que vai de 2011 até 2020. “Estamos com a perspectiva de um crescimento considerável para os próximos anos exatamente porque essa defasagem ainda existe quando comparamos o Brasil com a Austrália, com a Nova Zelândia, Canadá, China, Índia, Taiwan, Coreia do Sul, por exemplo”, destaca Jorge Guimarães, da Capes.

Para ter sucesso no mercado, só a pós não basta – Diante da complexidade cada vez maior no mundo corporativo, mesmo a pós-graduação deixou de ser garantia de uma boa colocação profissional. Com a corrida pela qualificação, hoje, 90% das instituições de ensino brasileiras oferecem cursos de pós-graduação. Mas, especialistas afirmam que este não é o fim da largada, até porque as exigências do mercado vão muito além. Para o professor Paulo Alonso, reitor do Grupo Educacional Anglo-Americano, não é apenas a pós-graduação que faz o profissional, mas sim o próprio objetivo de cada um. “A pós-graduação dá, fornece e possibilita novos olhares sobre um outro segmento de aprendizado. Um aprendizado mais reflexivo, com pesquisas comparativas e, sobretudo, com muita leitura e informação nova. Mas é preciso estar atento às mudanças globais e ainda entender o porquê dessas mudanças e em quais contextos elas acontecem. Não basta só o curso”, afirma. Ler, estudar, dedicar-se ao curso, com empenho, zelo, vontade efetiva de acumular conhecimento e de fazer a diferença no mercado de trabalho. Esses são princípios importantes, segundo o professor Paulo Alonso, para nortear o comportamento de um pós-graduando ao longo da formação. Segundo o reitor, é o crescimento diário que viabiliza a formação dos melhores profissionais.

“O aprendizado é de extrema relevância e é justamente a partir do que apreendemos e assimilamos que nos tornamos profissionais melhores, mais bem informados, detentores de mais ferramentas”, enfatiza o educador. Não é por acaso que a procura pela pós-graduação tem crescido do Brasil, assim como acontece com o ensino superior ou mesmo a educação profissional. Com as transformações no mundo do trabalho, ganha força o processo de educação continuada. Ou seja, o sucesso na carreira tende a não ser mais pautado pelo que se escolheu estudar um dia mas pela disposição de aprender permanentemente. “O tempo todo precisamos nos atualizar. E a pós representa um instrumento formal desse processo de reciclagem. Mas, não é o bastante. Mesmo durante a pós e depois há necessidade de que as pessoas busquem identificar novas tendências e aprofundar-se nas suas áreas de profissionalização”, destaca o professor José Remizio Garrido, membro do Conselho Estadual de Educação do Rio de Janeiro. Por uma série de outras razões, fazer uma pós-graduação, nem sempre, resulta na evolução profissional esperada. Não ter uma boa rede de relações pessoais, por exemplo, pode limitar o diferencial que um curso de mestrado ou doutorado podem trazer. Não buscar inteirar-se das discussões e tendências da área de estudo e atuação é outro erro comum àqueles que não conseguem evoluir, mesmo com uma pós. “Por isso, é importante participar de grupos que tenham o mesmo interesse profissional, associações, conselhos. É fundamental também frequentar congressos, seminários, e outros eventos que cuidam e tratam do exercício da profissão e ampliam as oportunidades de negócios”, completa o professor Garrido, que também é diretor da Faculdade Flama.

De vendedor à supervisor de vendas – O mercado de trabalho anda cada vez mais competitivo e uma das alternativas adotadas pelos que buscam sucesso profissional é dar sequência aos estudos além da graduação. Um exemplo disso é Alexandre Rocha que, aos 29 anos, que já está no seu segundo curso de pós. Formado em Administração de Empresas no ano de 2003, em 2005 Alexandre Branquinho fez MBA em Logística e, no ano passado, com o pensamento e a necessidade de se reciclar perante o concorrido mercado de trabalho, ingressou em uma nova pós-graduação, o curso de Gestão Empresarial. “Entrei na pós para fazer uma reciclagem e consegui mais do que eu almejava. O curso de Gestão Empresarial abriu as portas para o mercado.” Alexandre Branquinho, que trabalhava como vendedor na empresa Matte Leão, foi promovido a coordenador de vendas enquanto estava cursando sua pós em Gestão Empresarial. Após o curso, conseguiu a oportunidade de ser supervisor de vendas na empresa alimentícia BRFOODS. Seu salário aumentou cerca de quatro vezes sem contar com os outros benefícios. “Quando comecei a pós, era vendedor e tinha salário de R$1.250, incluindo as comissões. Hoje na BRFOODS meu salário gira em torno de R$6 mil, fora os benefícios, que incluem um carro”, relatou.

Para evoluir profissionalmente, Alexandre Branquinho colocou em prática o que havia aprendido em sala de aula e buscou ampliar seu network. Durante o curso de Gestão Empresarial, conheci pessoas de todos os mercados, desde vendedor de empilhadeiras a gerente de banco. “Pude trocar experiências, conhecer e fazer novos amigos” completou. O supervisor diz ter se privado de muitas coisas para cursar a pós. Mas afirma não ter se arrependido e ainda aconselha os novos profissionais a realizarem a complementação do ensino superior. “Fiz a minha pós-graduação aos sábados, das 13 às 17 horas, um horário que praticamente matava todo o meu dia. Continuei, sem me importar com o fato de que muitos amigos naquela hora poderiam estar se divertindo. Eu podia estar com eles, mas preferi sacrificar. Naquele momento, o meu lazer era me dedicar aos estudos. Hoje tenho uma bagagem cultural bem maior e não pretendo parar de estudar. Vejo que valeu à pena” concluiu o supervisor.

Fonte: niltonlins.br

Enviado em Transporte Logístico | Leave a Comment »

Você sabe agir corretamente sob pressão?

Publicado por lognorte em 17/01/2011

Todos já passamos por alguma situação em que fosse preciso pensar e agir rápido, e é imprescindível ter o máximo de cuidado possível para não acabar atropelando as etapas

Por Redação, http://www.administradores.com.br

É cada vez mais comum a necessidade de realizar trabalhos sob pressão. As exigências são de que tomemos atitudes com rapidez, em meio à confusão do dia a dia, falta de tempo e, muitas vezes, com diversos problemas, como mal-entendidos e problemas de comunicação na empresa. Tentar manter a calma para as tomadas de decisão é o primeiro passo a dar.

Todos já passamos por alguma situação em que fosse preciso pensar e agir rápido, e é imprescindível ter o máximo de cuidado possível para não acabar atropelando as etapas e acabar fazendo o que poderia ser a solução se tornar um problema maior ainda.

De acordo com o coach Paulo Roberto de Souza, quanto maior a pressão, maior é a possibilidade de tomar a decisão errada: “a pergunta correta deveria ser ‘o que está acontecendo? ‘ e não ‘o que eu devo fazer?”

Analisar a raiz do problema é o primeiro passo para encontrar soluções e resolver adversidades. “Por isso, reuniões periódicas são importantíssimas dentro de uma empresa. Não adianta esperar o fogo começar para depois apagá-lo. É preciso evitar que o incêndio comece”, analisa Paulo Roberto.
 

 Uma vez que o problema é reconhecido, chega a hora de pensar na melhor atitude a adotar. Outra dica importante é priorizar o que deve ser feito. Anote em um papel tudo aquilo que deve ser resolvido e enumere as mais importantes, as mais urgentes. Lembre-se sempre de uma dica essencial: tente resolver apenas o que é controlável. Nada de achar que pode ajudar todos os setores, que é capaz de resolver.Nessas horas, vale consultar algum expert no assunto, uma pessoa que saiba lidar com essas situações e tenha vivência na tomada de decisões sob pressão. Muitas vezes um jovem age por impulso e acaba tentando resolver os problemas de forma mais rápida. E nunca devemos nos esquecer que, no mundo em que vivemos hoje, saber trabalhar sob pressão é quase um quesito obrigatório numa entrevista de emprego!

Enviado em Transporte Logístico | Leave a Comment »

Vantagens e Desvantagens do Transporte Aéreo

Publicado por lognorte em 14/01/2011

      As linhas aéreas cobrem todo o mundo, mas de forma irregular encontrando-se uma maior densidade nos países desenvolvidos, subdesenvolvidos industrializados (Brasil, Argentina, etc), alguns países petrolíferos, e nos novos países industrializados (Estados Unidos, Reino Unido, França, Alemanha, Japão, etc)

  • Vantagens:
    • É o mais rápido para transportar passageiros a médias e grandes distâncias
    • Grande liberdade de movimentos
    • É dos mais seguros e cômodos
    • É o mais adequado para o transporte de mercadorias de alto valor (diamantes, instrumentos de óptica, produtos farmacêuticos, etc.) e de mercadorias perecíveis (fruta, flores, etc.)
  • Desvantagens
    • Elevada poluição atmosférica, devido à emissão de dióxido de carbono
    • Poluição sonora nas áreas circundantes aos aeroportos
    • Forte consumidor de espaço, devido à construção das infra-estruturas
    • Elevado consumo de combustível
    • É muito dispendioso
    • Algumas áreas estão congestionadas, devido à densidade do tráfego, gerando problemas de segurança
    • Muita dependência das condições atmosféricas(nevoeiro, ventos fortes…)
    • Reduzida capacidade de carga(em relação a transportes marítimo e ferroviário) .

      A Aviação Brasileira cresceu muito nos últimos anos, com o surgimento de novas companhias aéreas e a modernização das demais, foi possível aumentar o número de assentos disponíveis na malha aérea e popularizar o transporte aéreo no Brasil.

Enviado em Transporte Logístico | Leave a Comment »

Auditorias

Publicado por lognorte em 05/01/2011

A Auditoria Logistica é um exame periódico da situação das atividades logísticas na empresa. Devido os erros potenciais em sistemas de relatórios e da falta dos relatórios sobre determinadas atividades, torna-se necessário levantar a situação de alguns índices logísticos periodicamente.

Um sistema de controle pode perder sua eficácia se a informação disponível for imprecisa. A informação da auditoria é usada para estabelecer novos pontos de referência com os quais os relatórios são gerados e para corrigir erros que podem resultar do desempenho de determinadas atividades logísticas devido a informações ruins.

. Inventario de estoque em redes de lojas e varejo.
. Compras
. Fretes
. Nível de estoques
. Armazenagem

Os serviços prestados pela Audilog em Auditoria Logística, responde às seguintes questões:

- Quais atividades logísticas podem ser controladas com sucesso em minha empresa?

- A função logística em minha empresa está sendo bem administrada?

- Quais auditorias seriam de valor particular para o controle das minhas atividades?

- A forma que o controle é feito em minha empresa está de acordo com padrões mundiais?

Enviado em Auditorias, Externa, Interna | 2 Comments »

Logística

Publicado por lognorte em 05/01/2011

“Logística é conceito em permanente evolução. Tem origem remota, é um facto, contudo projecta-se sempre além do que somos hoje capazes de percepcionar. Para muitos, entre os quais nós mesmos, existe a convicção de que Logística tem, e terá, um carácter intemporal.”

Enviado em Atacadista, Informaticação Logistica, Modal Aéreo, Modal Dutoviário, Modal Ferroviario, Modal Fluvial, Modal Marítimo, Modal Rodoviário, Serviços, Sistema Suplly Chain, Sistema WMS, Transporte Logístico, Varejista | Leave a Comment »

Você sabe agir corretamente sob pressão?

Publicado por lognorte em 17/01/2011

Todos já passamos por alguma situação em que fosse preciso pensar e agir rápido, e é imprescindível ter o máximo de cuidado possível para não acabar atropelando as etapas
Por Redação, http://www.administradores.com.br

É cada vez mais comum a necessidade de realizar trabalhos sob pressão. As exigências são de que tomemos atitudes com rapidez, em meio à confusão do dia a dia, falta de tempo e, muitas vezes, com diversos problemas, como mal-entendidos e problemas de comunicação na empresa. Tentar manter a calma para as tomadas de decisão é o primeiro passo a dar.

Todos já passamos por alguma situação em que fosse preciso pensar e agir rápido, e é imprescindível ter o máximo de cuidado possível para não acabar atropelando as etapas e acabar fazendo o que poderia ser a solução se tornar um problema maior ainda.

De acordo com o coach Paulo Roberto de Souza, quanto maior a pressão, maior é a possibilidade de tomar a decisão errada: “a pergunta correta deveria ser ‘o que está acontecendo? ‘ e não ‘o que eu devo fazer?”

Analisar a raiz do problema é o primeiro passo para encontrar soluções e resolver adversidades. “Por isso, reuniões periódicas são importantíssimas dentro de uma empresa. Não adianta esperar o fogo começar para depois apagá-lo. É preciso evitar que o incêndio comece”, analisa Paulo Roberto.

Uma vez que o problema é reconhecido, chega a hora de pensar na melhor atitude a adotar. Outra dica importante é priorizar o que deve ser feito. Anote em um papel tudo aquilo que deve ser resolvido e enumere as mais importantes, as mais urgentes. Lembre-se sempre de uma dica essencial: tente resolver apenas o que é controlável. Nada de achar que pode ajudar todos os setores, que é capaz de resolver.Nessas horas, vale consultar algum expert no assunto, uma pessoa que saiba lidar com essas situações e tenha vivência na tomada de decisões sob pressão. Muitas vezes um jovem age por impulso e acaba tentando resolver os problemas de forma mais rápida. E nunca devemos nos esquecer que, no mundo em que vivemos hoje, saber trabalhar sob pressão é quase um quesito obrigatório numa entrevista de emprego!

Enviado em Transporte Logístico | Leave a Comment »

 
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.